sexta-feira, 9 de abril de 2010

TPM - O Desconforto de Todo Mês


A grande maioria das mulheres é acometida de Tensão Pré-Menstrual - TPM, isto acontece no período que antecede a menstruação. Quinze dias antes do ciclo iniciam sintomas devido a alterações emocionais, físicas e ambientais. Essa fase é conhecida para os homens como um terror, pavorosa para os filhos e um pesadelo para os colegas e empregados. O sofrimento e o transtorno são causados para a mulher que apresenta e sofre com seus efeitos e para os que convivem com as suas conseqüências. Se os sinais e sintomas ocorrem em todos os ciclos ou na maioria deles, diagnostica-se TPM, haverá então a necessidade de procurar um especialista, no caso um médico ginecologista, é muito importante para que haja um acompanhamento. A TPM esta relacionada com o desequilíbrio de alguns hormônios na segunda fase do ciclo menstrual, o estrógeno e a progesterona e isso pode ser influenciado por vários fatores. A TPM não é considerada doença, mas um conjunto de sinais e sintomas que irão variar de intensidade e quantidade, de mulher para mulher.

Os sintomas são vários: depressão, desesperança, pensamentos autodepreciativos, ansiedade, excitação, tensão, tristeza repentina, choro fácil, fraqueza afetiva, conflitos interpessoais, raiva, irritabilidade, interesse pelas atividades usuais diminuída, sensação de dificuldade de concentração, fadiga, cansaço, falta de energia, alteração do apetite, insônia ou hipersônia, perda de controle, cefaléia, inchaço, dores musculares, aumento da sensibilidade mamária, ganho de peso, dificuldade de pensamento e memória, cólicas abdominais e constipação. Os cuidados para estes desconfortos baseiam-se em medicamentos, dieta alimentar e exercícios físicos.

Aumentando a ingestão de cálcio irá influenciar na alteração do humor e nas cólicas e diminuirá a retenção de líquidos (leite magro, uma xícara de couve por dia) fontes vegetais e folhas verdes escuro, brócolis, couve e leite. Vitamina B6 afetará na cefaléia, enjôo e na irritabilidade ( arroz integral, aveia, banana, germe de trigo).Vitamina E ajudará na cefaléia, dor nas mamas e nas cólicas( cereais integrais,milho, gema de ovo, agrião). Ingerir frutas principalmente abacaxi, para diminuir as perdas menstruais intensas, alimentos ricos em manganês( vegetais, grãos, sementes) . Ingestão de carboidratos ( pão, batata, massa, aveia arroz) colaboram no combate dos sintomas da TPM.No que se refere a medicação o uso de hormônios orais para que venha ter um equilíbrio hormonal, uso de diuréticos para diminuir o edema, antidepressivos que devem ser bem indicados e acompanhados. O exercício físico aeróbico é muito importante, pois faz com que haja a liberação de endorfinas, o que vai contribuir para um equilíbrio hormonal além de atuar como antidepressivo. Seriam as caminhadas de 30 a 40 minutos quatro vezes por semana; corrida; natação;bicicleta. O quê não devemos ingerir café: a cafeína pode causar insônia, cefaléia e irritabilidade; chá preto: provoca obstipação ;chá mate: tem ação estimulante sobre o sistema nervoso; guaraná: tem três vezes mais cafeína que o café ; chocolate: tem função semelhante a do .café e do chá . Evitar alimentos gordurosos e álcool, diminuir a ingestão de sal.Viva melhor com a TPM, use roupas folgadas;não marque compromissos ou reuniões importantes , nesta fase mais crítica;não tome decisões precipitadas tipo pedir demissão ou brigar com o namorado; procure transferir essas raivas pintando um quadro, correndo, praticando uma luta; vá ao salão de beleza aumentará sua auto-estima.

No Brasil, muitos acham que a TPM é coisa de mulher manhosa, o que no exterior é considerado algo muito sério com jurisprudência referente totalmente organizada. Na França, Canadá e Inglaterra são exemplos da existência de legislação no que se refere à tensão pré-menstrual em casos trabalhistas, de acidentes de trânsito e de brigas conjugais.

Um comentário:

Enfª Maylu Souza disse...

Oi Amélia! Gostei muito do seu blog! Parabéns e sucesso! :)