domingo, 27 de fevereiro de 2011

Endometriose

É uma doença que ocorre em mulheres no seu período reprodutivo, onde o endométrio se faz presente em locais fora do útero. É uma camada interna do útero e que se renova a cada menstruação. Costuma localizar-se no fundo de Saco de Douglas (atrás do útero); septo retro-vaginal (tecido entre a vagina e o reto); trompas, ovários, superfície do reto, ligamentos do útero, bexiga e parede da pelves.

Durante a menstruação, células do endométrio a camada interna do útero, são levadas para dentro do abdômen pelas trompas. Uns defendem ser uma doença genética, outros uma doença de defesa. Sabemos que as células podem encontrar-se no líquido peritoneal ao redor do útero.

Os sintomas são a dor e a infertilidade; em torno dos 20% das mulheres só tem dor, 60% sentem dor mais infertilidade e 20% somente infertilidade.

Dor: é a cólica intensa, dor abdominal na relação sexual, dor no intestino no período das menstruações. Pode haver uma somatória de todos esses sintomas.

Por estar perto do útero e do intestino ela pode invadir áreas diversas. O tratamento é difícil, há poucos centros com condições de fazer a cirurgia.

A endometriose ovariana, é caracterizada por ter cistos ovarianos que contém sangue ou conteúdo achocolatado.
A Peritoneal, os focos estão somente no peritônio ou na parede pélvica.

A profunda é quando a penetração for maior de 5mm no órgão afetado (é o caso da endometriose de ovário e do septo-reto-vaginal).

O diagnóstico se da através de uma história clínica, ultra-som endovaginal especializado, exame ginecológico e exames laboratoriais. Na endometriose profunda é fundamental que seja feito exame de toque e uma ressonância magnética da pélvis. A certeza ocorre com o exame anatomopatológico da lesão, que é feita através de cirurgia, laparotomia ou laparoscopia.

O tratamento é feito caso a caso. Atenção especial deve ser dada aquela paciente que quer engravidar, para isso ela é encaminhada ao centro de reprodução humana antes de fazer o tratamento. Sabemos que a endometriose não tem cura, o que melhora a qualidade de vida é a redução da dor e sintomas, que ocorrem com as cirurgias, que são realizadas em centros especializados.

Tratamento: aliviar, reduzindo a dor; diminuir o tamanho dos implantes; limitar a progressão da doença; preservar ou restaurar a fertilidade; evitar a recorrência da doença. Mulheres que não desejam engravidar faz-se com anticoncepcionais orais ou injetáveis. Para as que querem engravidar trata-se com cirurgia e hormônio ou tratamento hormonal e depois cirurgia. As mulheres que não conseguem engravidar, o melhor é a fertilização in vitro; pois a endometriose não influi nas taxas de gravidez.

Autora:EnfªDrª Maria Amélia da Costa Rech

3 comentários:

Lizaura disse...

Amélia parabéns pela sua profissão e aproveitando o assunto de endometriose vou falar um pouco de mim...rsrsrs
Eu tive isso...acabou comigo...Tive que tomar 8 injeções de zoladex no humbigo...fiz videolaparoscopia e meus órgãos haviam grudados tudo...pq me deu aderência de uma cirurgia anterior...Foi necessário fazer junto com a vídeo uma cesária...Quase morri de dor, quando voltei da anestesia...não tinha remédio que parava a dor e minha barriga parece que ia pegar fogo...
Toda mulher que tem cólicas é bom ver logo...Insista com o médico para saber com antecedência...
Obrigada pela oportunidade, sei que minha postagem pode ajudar alguém...

Lizaura disse...

Novamente estou fazendo tratamento, pq as cólicas voltaram...
Gente, esse assunto é sério, infelizmente leva a infertilidade que é o meu caso...
Desde os 32 anos q luto com isso...

Lizaura disse...

Desde os 32 anos sofro com endometriose ... Fazem 8 anos e agora estou fazendo tratamento novamente, pq as cólicas voltaram.
Isso é muito sério...Por causa da endometriose, não pude ser mãe.
Parece simples, ms não é...
Por isso requer muito cuidado, pela saúde e para as mulheres que querem engravidar.
Bjus Ly