domingo, 10 de abril de 2011

Amamentação

Quando falamos em amamentar acabamos entrando no tema gestação, leite materno, pré-natal, orientação, aconselhamento, leite alimento esse importante e necessário para um saudável desenvolvimento do recém nascido,como também nas defesas imunológicas, e ...., um acaba englobando o outro.
Se houve falar de valor nutritivo do leite materno e que até os seis meses de idade deve ser o alimento exclusivo para qualquer criança e que depois disso além do leite faz-se paralelamente uma complementação alimentar até os dois anos ou mais.Isso é real e comprovado.
É de extrema importância que o profissional da saúde durante o acompanhamento dessa futura mãe, nas visitas domiciliares, durante as consultas no pré- natal exponha as vantagens do aleitamento exclusivo para o bebê e também para a mãe. A linguagem utilizada deve ser sempre a mais simples e clara,de forma objetiva, deixando espaço para questionamentos e dúvidas, se a parturiente for esclarecida com nível cultural mais elevado acompanhe.
A clareza e a segurança nas orientações farão com que a gestante e familiar confie e sinta-se segura e amparada. Para isso o profissional deve ser conhecedor da importância e vantagens do aleitamento materno exclusivo e, mais ainda saber como passar, transmitir essa informação as mães, de maneira a não ficarem dúvidas.
Válido colocar do vínculo mãe/filho, momento único entre ambos onde o afeto,o amor,o carinho e a segurança acontecem naturalmente;adquirem imunidade e evitam diarréias, problemas respiratórios. Alimento sem nenhum custo, na temperatura correta e junto de você.
Faz-se complemento alimentar somente após seis meses de vida porque antes disso pode ocorrer maior número de hospitalizações seja por causas respiratórias, risco de desnutrição e episódios de diarréias.
Todo o leite materno é bom, livre de impurezas, fresco e prontamente disponível. Não existe leite fraco. A quantidade de leite produzido dependerá do estímulo recebido, quanto mais o bebê mamar mais leite terá. Quanto mais o bebê sugar mais leite será produzido.
O bebê saberá informar quando estiver satisfeito e bem alimentado, ele simplesmente largará o bico do seio. Quanto aos intervalos das mamadas, sempre que solicitado ofereça a mama ,no início é bastante freqüente mas com o tempo o espaço entre elas aumentarão.
A mãe que esta segura e ciente do que é bom para seu filho e sabe como manuseá-lo não terá espaço para preocupações, medo, ansiedade ou tristeza.
Isso é muito bom, porque esses sentimentos contribuem para uma redução considerável na quantidade de leite, esses sentimentos dificultam a sua descida. Por isso é prioridade estar bem nutrida, relaxada e descansada. Isso vai garantir que estabeleça a amamentação e a manutenção para um suprimento adequado.
Com seis meses de idade seu bebê continua mamando, mas paralelamente serão acrescidos outros tipos de nutrientes a dieta alimentar, para que ele possa continuar a ter um desenvolvimento saudável. Nesta fase é imprescindível atenção por parte da escolha, manipulação, armazenamento dos alimentos. O risco de contaminação é muito grande e com isso as doenças diarréicas,a desidratação até mesmo a desnutrição podem acontecer.
Parabéns a todas as mães que amamentaram e amamentam seus filhos e a todas as que irão amamentar.

Autora:EnfªDrªMaria Amélia da Costa Rech


Um comentário:

Ana Luisa disse...

Oi Amélia!!! Adorei este post...adoro amamentação, rsrsrs. E quanto mais batermos nesta "tecla" melhor!! Aproveita e faz teu login como seguidora no meu blog! Já estou te seguindo...bjus